Distribuições voluntárias abertas mais estáveis que distribuições enterprise

Quotando Luis Villa :

It is worth remembering that every significant community linux distro has a community of thousands who will gladly test anything you throw at them, so distros must actively encourage and take advantage of that. Any distro which doesn’t (and many don’t) is throwing away free time and free money. (Relatedly, I firmly believe that as a result of the opportunity for free QA, most open distros should in practice be more stable than their ‘enterprise’ alternatives, which have smaller user bases who would rather pay for someone else to do the work. That in practice enterprise distros tend to be more stable points to inefficiencies in how open distro QA is done, IMHO, not just the obvious points about business models.)

Ótimo ponto 🙂 Distribuições enterprise possuem usuários que pagam exatamente para que as equipes de QA das mesmas se ocupem em manter a distribuição estável, além de lançar atualizações de segurança que não quebrem nenhuma funcionalidade enquanto corrigindo falhas de segurança.

Ou seja, apesar de, obviamente, existirem excessões, em geral aparentemente os usuários de distribuições enterprise esperam um produto pronto e bem mantido, até porque estão pagando pelo mesmo, dando menor importância ao ato de testes e relatos de problemas do que usuários de distribuições voluntárias abertas.

Por mais dinheiro que as empresas que mantém funcionários trabalhando em tempo integral para fazer o trabalho de QA tenham, nunca será possível ultrapassar em termos de quantidade uma imensa comunidade de usuários testando cada pequeno novo release de software.

Ok, quantidade pode não resultar em qualidade, mas sempre aprendemos que no modelo de desenvolvimento aberto, quanto mais olhos tivermos atentos para o mesmo código, melhor. Correto ?

Isso na verdade é o ponto crucial do modelo de desenvolvimento de software aberto e deveria ser o alicerce principal de qualquer distribuição decente atual. Nesse ponto as distribuições voluntárias abertas saem ganhando, e muito.

Se lermos o restante do post do Luis, podemos conferir que ele, em outro ponto, cita que em uma pesquisa não oficial e totalmente não científica, Lucas (um contribuidor de projetos de software livre) descobriu que 76% dos usuários conectados em redes de IRC em um dado momento utilizavazam a verão “unstable” do Debian. Uau ! Isso é bastante interessante.

Se esse uso for revertido em relatos de problemas/bugs a cada vez que um problema é encontrado, e a quantidade de bugs duplicados quando um problema grave é encontrado no Debian unstable me faz achar que realmente seja, vê-se que realmente temos uma equipe imbatível de testes.

Isso somado a política do Debian em não incluir em um release estável softwares com bugs críticos conhecidos explica a fama de estável que o Debian possui 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s